Defender a reforma não significa estar contra o mais pobre, diz senador

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) defendeu nesta quinta-feira (22), em Plenário, a necessidade da reforma da Previdência (PEC 6/2019), mas pediu que isso seja feito com sinceridade e transparência. Ele lembrou que apoiar a reforma não significa estar contra os mais pobres.

— Agora não podemos reformar a previdência porque precisamos defender os pobres. Ora, os pobres e toda a nação brasileira já foram assaltados ao longo dos últimos anos e relegados a uma realidade econômica que queiramos ou não nos impõe sacrifícios. Estamos justamente defendendo a solidez do Estado, do qual é a classe mais pobre que mais depende para continuar vivendo e cuidando de suas famílias — disse Marcos Rogério.

O senador citou dados do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, que apontam que, no final desta década, os 191 países monitorados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) vão registrar um crescimento médio melhor do que o do Brasil. Para ele, caso isso se confirme, será o pior desde os anos de 1980, quando os dados começaram a ser tabulados pelo FMI.

Disponivel em: https://www12.senado.leg.br